O modal certo para a carga certa!


O modal é importantíssimo para qualquer importação ou exportação. Escolher o modal certo para a carga certa é essencial para que a sua operação se torne um sucesso. Existem diversos fatores que influenciam na seleção do modal, são estes, os custos, a segurança, o tempo de envio, a burocracia, dentre outros. Para o comércio exterior, em nosso país, os modais mais utilizados são o rodoviário, aquaviário e o aéreo. Cada um conta com especificidades, vantagens e desvantagens, as quais serão explanadas neste texto. Viu só o valor que isso agrega?


O modal rodoviário é o que temos mais contato em nossos dias, sendo ideal para distâncias de até 400 km, em operações de comércio internacional, esse modal atua como um complemento aos demais modelos de transporte, logo, ele é muito utilizado. Suas principais vantagens são a acessibilidade às rodovias, a flexibilidade quanto aos tipos de carga, agilidade, a facilidade na contratação, e por fim, a baixa burocracia. Apesar de ter belas vantagens, o modal rodoviário pode ser custoso, ter baixa segurança, e enfrentar dificuldades estruturais, além disso, é um dos meios mais poluidores e tem porte limitado dependendo da quantidade de carga.


Mais utilizado no mundo do comércio internacional e bastante famoso pelos portos, o modal aquaviário é muito útil para grandes cargas, longas distâncias, mercadorias de baixo valor agregado e para quando a operação pode ter um tempo maior de realização. Uma de suas maiores vantagens é o baixo custo de frete, ademais, como dito antes, ele é capaz de carregar grandes cargas em grandes trajetos. As dificuldades são a forte burocracia, o tempo de trânsito e a dependência de terminais especializados.


O transporte aéreo é recomendado para pequenos volumes, grandes distâncias, trajetos exclusivos e mercadorias de alto valor agregado. Esse modal oferece uma maior segurança e agilidade nos processos de transporte, tendo um tempo de trânsito baixíssimo se comparado aos demais modais, por mais, o seguro de transporte é baixo e normalmente se chega perto dos grandes centros urbanos. Apesar de ter diversas vantagens, o modal aéreo tem um frete elevado, uma limitação quanto ao volume e peso da carga, assim como uma dependência dos terminais de acesso.


Por fim, existem os modais ferroviários e dutoviários, o primeiro é ideal para grandes cargas e longas distâncias (800 km), é um dos mais eficientes e seguros, porém, pouco utilizado no Brasil devido à baixa estrutura. O segundo é utilizado para o transporte de grandes granéis por longas distâncias, tem uma boa segurança e um baixo custo operacional, contudo, tem um custo fixo elevado, requer diversas licenças ambientais e necessita de um alto investimento inicial.


Aprendeu sobre os modais de transporte e se interessou por mais áreas que influenciam o comércio exterior? Entre em contato conosco e descubra como facilitamos todo esse processo complexo!


Posts Recentes
Arquivo
Tags
​Páginas da F5
  • Facebook Basic Square

© 2023 por F5 Junior

  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon

Av. Roraima, 1000 - Camobi 

Prédio 74b- Sala 3312
Santa Maria, RS 97015-900

comercial.f5jr@gmail.com

Tel: (55) 9 8133-4090

Fixo: (55) 3220-8714